domingo, 8 de março de 2015

Jurimetria

(Re)nasce uma perspectiva interdisciplinar que promete aproximar o Direito da realidade. 

A "jurimetria" (em inglês, jurimetrics) foi usada pela primeira vez em 1949, pelo advogado americano Lee Loevinger. Ele ficou mais conhecido por atuar na unidade antitruste do Departamento de Justiça americano, e pela criação do número nacional de emergência 911, enquanto trabalhava na Comissão Federal de Comunicações.

Ao lançar a ideia, Loevinger afirmou: "A jurimetria promete desenhar janelas na casa do direito, para os que estão dentro poderem ver do lado de fora, e abrir portas, para os que estão fora poderem entrar". A proposta era usar métodos científicos para o estudo do direito.

Nos Estados Unidos, a revista "Jurimetrics", publicada pela American Bar Association (a OAB americana) e a Faculdade de Direito da Universidade do Arizona, traz artigos envolvendo o estudo empírico do direito, além de debates jurídicos sobre ciência e tecnologia. Outras correntes pregam o distanciamento das discussões abstratas em direção a pesquisas pragmáticas - como os grupos de "estudos jurídicos empíricos" e os representantes do "novo realismo jurídico", interessados em entender a aplicação do direito no cotidiano das pessoas comuns, usando métodos interdisciplinares.


No Brasil, o assunto ganha corpo com a recente criação da Associação Brasileira de Jurimetria (ABJ) por professores da PUC-SP e do IME-USP, com apoio do CNJ.

Vamos torcer para dar certo.

Um comentário:

Unknown disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.